Manutenção de Implantes Dentários

Após um tratamento com implantes dentários ser concluído é necessária haver manutenção?

Sim. Após conclusão do tratamento com implantes dentários deve haver um programa de manutenção periódico e continuado, que garanta o sucesso da reabilitação oral ao longo do tempo.

Porque é que é preciso um programa de manutenção de implantes dentários?

Os implantes e componentes protéticos (pilares de transição , coroas sobre os implantes,..) são estruturas tremendamente resistentes, testadas, certificadas e inertes. Os implantes dentários estão inseridos numa cavidade oral e num sistema estomatognático composto pela articulação temporomandibular, por músculos, por dentes, por osso, por gengivas, por saliva ….Este sistema é dinâmico, biológico e complexo.

A cavidade oral está sujeita a múltiplas agressões químicas (alimentos, ácidos provenientes da ação bacteriana, fumo..) e mecânicas (mastigação, ranger de dentes-bruxismo-, parafunções várias…) ao longo da vida.
Assim sendo,

  • Apesar dos implantes em titânio não sofrerem qualquer tipo de alteração, o desgaste dos materiais de recobrimento dos implantes pode existir e deve ser controlado.
  • O acumular de biofilme bacteriano e de tártaro vai continuar a acontecer e deve ser removido.
  • Ao longo do tempo, pode haver retrações ósseas e gengivais que façam com que a relação inicial das estruturas com os tecidos moles da boca se altere, podendo haver a necessidade de reformulação das próteses definitivas sobre os implantes.

Quando é que se dá por terminado um tratamento/reabilitação com implantes dentários?

Depende do protocolo da clínica ou do médico responsável.
No nosso protocolo, após colocadas as próteses definitivas (dentes artificiais) sobre os implantes, será marcada uma consulta final passados 7 a 15 dias. Esta consulta determina a conclusão do tratamento.

Em que consiste a consulta que vai determinar a conclusão do tratamento?

Nesta consulta existe uma pequena entrevista com a pessoa, um exame clínico e um radiológico.
Ainda nessa última consulta, confirmam-se os apertos/torques dos parafusos que apertam as estruturas definitivas aos implantes e reavalia-se o equilíbrio oclusal entre os dentes das duas arcadas dentárias.
Verifica-se também a fonação – articulação dos sons das palavras em conversação.
Por último, o/a Higienista Oral responsável reforçará as recomendações de higiene dadas aquando da colocação das próteses fixas definitivas e demonstrará as técnicas e produtos mais adequados para a higienização oral adaptada a cada caso.

Em que consiste esse programa de Manutenção?

Após conclusão do tratamento o paciente vai entrar num programa de manutenção. O programa de manutenção está dividido em duas vertentes:

  • Manutenção Diária
  • Manutenção Periódica

Em que consiste a manutenção diária?

A manutenção diária é aquela que se efetua em casa, através dos cuidados de higiene individuais (escovagem, fio dentário, escovilhão, passa-fios, aparelho de jato de água, elixires, pastas dentífricas).
As próteses fixas sobre implantes requerem os mesmos cuidados que os dentes naturais. É fundamental que se higienize regular e eficazmente todas as superfícies dentárias e estruturas anexas – gengivas, língua.
Se a prótese tiver dois ou mais dentes unidos, deve-se higienizar também por baixo da estrutura com ajuda de um passa-fios, escovilhão ou aparelho jato de água.

Em que consiste a manutenção periódica?

A manutenção periódica consiste numa consulta de manutenção, em que é realizada a revisão e higienização das próteses fixas (dentição artificial), tendo em atenção também a dentição natural remanescente e tecidos moles envolventes (gengivas e a língua).
Sempre que necessário os profissionais de saúde envolvidos poderão levantar as próteses fixas aparafusadas para limpeza, desinfeção e/ou substituição dos componentes protéticos (pilares de transição entre os implantes e as próteses fixas).
Exames radiológicos (ortopantomografia, rx periapicais e CBCT) poderão ser necessários.

Qual a periodicidade da consulta de manutenção periódica?

Após concluído o tratamento de reabilitação com implantes, o paciente entra no programa de manutenção diário e periódico.
No caso do periódico, ao fim de 6 meses deve haver uma primeira consulta de manutenção, sendo a segunda consulta realizada 1 ano após a finalização da reabilitação. A terceira consulta e subsequentes devem ser de cariz anual.
Pode haver casos ou situações objetivas em que o médico assistente determine uma periocidade com maior frequência.

Quem é responsável pelo cumprimento do Programa de Manutenção?

O Departamento de Higiene Oral promove o contato com as pessoas, no sentido de se marcarem as consultas para se efetuar o acompanhamento objetivo das reabilitações, mas o paciente é totalmente responsável pelo cumprimento do programa.

Qual a importância da existência de um programa de manutenção periódica?

A sua importância reside no facto de ser um complemento aos cuidados individuais existentes na manutenção diária.
Possibilita o diagnóstico e resolução atempada de alguma complicação ou doença oral que possa surgir, no âmbito da reabilitação que foi feita ou da cavidade oral em geral.

Quais são as situações mais frequentes que potencialmente podem surgir ao longo do tempo e que podem ser resolvidas aquando de uma manutenção?

  • Desaparafusamento dos parafusos que fazem ligação das próteses definitivas fixas aos implantes propriamente ditos.
  • Placa bacteriana e tártaro.
  • Perda de inserção óssea associada a infeção: Peri-implantite.
  • Desgaste e/ou fratura das próteses e/ou componentes.
  • Alterações biológicas normais a nível ósseo e de tecidos moles (gengiva) que levem a uma reformulação da adaptação das estruturas definitivas à gengiva.

É necessária uma proteção adicional (goteira ou férula) quando se finaliza um tratamento com implantes?

Cada caso deve ser avaliado pelo médico e pelo departamento de oclusão.
Se usa, ou vier a usar, por recomendação médica, uma férula de relaxamento muscular e/ou de proteção, é importante que a use de acordo com as indicações recebidas previamente à reabilitação com implantes ou segundo as indicações terapêuticas adequadas ao momento.

O que é e qual a função da férula de relaxamento muscular e/ou de proteção?

Trata-se de um dispositivo acrílico personalizado, colocado entre os dentes da arcada superior e inferior.
Promove o relaxamento dos músculos mastigatórios, consequentemente protege a articulação temporomandibular (ATM) e ajuda a evitar potenciais fraturas na cerâmica e/ou acrilico das próteses fixas, assim como nos dentes naturais.

Utensílios usados no programa de manutenção – diário e periódico?

  • Escova
  • Pasta dentífrica
  • Fio dentário
  • Raspador de lingua
  • Escovilhão
  • Passa fios
  • Aparelho de Jato de água
  • Elixires e/ou géis de aplicação tópica

 

Quais são as fases de um tratamento com implantes dentários?

  • Planificação – inclui a 1º consulta e posterior estudo.
  • Fase Cirúrgica – corresponde à colocação do implante propriamente dito em ambiente esterilizado de bloco operatório.
  • Fase de Osteointegração – corresponde ao período de tempo que é necessário para que o implante osteointegre no osso. Demora sensivelmente 3 meses e inclui 2 ou 3 consultas de observação.
  • Fase Protética – diz respeito ao período em que se vão fazer e colocar as próteses fixas definitivas sobre os implantes. . Fase Invisível – corresponde a todas as etapas laboratoriais e que são invisíveis para os pacientes.