Sobre Implantes Dentários

Um implante dentário é, no fundo, uma raiz artificial – trata-se de um parafuso formado em titânio, que vai ser colocado no local onde outrora estiveram as raízes dentárias, para as substituir. Deste modo, a sua principal indicação será a reabilitação de zonas edêntulas, ou até de toda a cavidade oral, dado que a sua colocação nos maxilares servirá de suporte de coroas ou pontes (prótese fixa) que vão simular os dentes verdadeiros.

Recorrendo às mais avançadas tecnologias, estas próteses apresentam uma estética e aspecto tão naturais, que se torna difícil distingui-las dos dentes verdadeiros.

Não havendo qualquer patologia sistémica que contra-indique a sua utilização poderão ser colocados cirurgicamente em qualquer paciente, devendo-se salientar, contudo, que em fumadores a taxa de sucesso está diminuída. Assim, a cirurgia de implantes está indicada para pacientes qualquer idade, sem patologias não controladas, portadores ou não de proteses removíveis ou fixas.

A reabilitação com implantes dentários está igualmente indicada para situações em que a estética está comprometida, ou até, sendo possível, em zonas do maxilar que apresentam pouco osso. Os implantes dentários são uma excelente alternativa para aquele paciente que apresenta ausência de uma ou mais peças dentárias ou que possui próteses removíveis (parciais ou totais), devolvendo-lhe estética facial e dentária, capacidade mastigatória efetiva e fonação adequada. Na verdade, a pessoa sente-se como tivesse dentes naturais.

Veja Também